Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações

  • Redação Nacional

Autódromo: RJ não tem dinheiro e ‘São Paulo não vai abrir mão da Fórmula 1’ diz Dorea


O governador do São Paulo, João Doria (PSDB), voltou a dizer, nesta quinta-feira (29), que a capital do Estado não vai abrir mão de receber, no Autódromo de Interlagos, o Grande Prêmio de Fórmula 1. O evento, que acontece em São Paulo desde 1990, tem sido disputado com o governador do Rio de Janeiro,  Wilson Witzel (PSC), desde que ele anunciou a construção de um novo autódromo na cidade.


“São Paulo não vai abrir mão da Fórmula 1. Nem faz sentido abrir mão”, garantiu Doria em entrevista ao Jornal da Manhã. “Eu reconheço os valores e a importância do Rio de Janeiro, gosto do governador Witzel, não contesto o presidente Jair Bolsonaro nesse tema, que vive no Rio, embora tenha nascido em São Paulo, mas é uma questão econômica, e não política”, continuou.


O governador ressalta que, enquanto São Paulo já possui um autódromo reconhecido e adorado mundialmente pelos pilotos, o Rio de Janeiro ainda teria que construir o seu em uma época de problemas financeiros.


“A questão é técnica e sobretudo financeira. A implantação de um autódromo no Rio vai custar quase R$ 1 bilhão, isso fora as obras de infraestrutura e acesso, ou seja, estamos falando de R$ 1,5 bilhões. Não me parece que essa seja a opção prioritária para a cidade, que tem tantas demandas como o Rio de Janeiro tem”, destacou.


Doria lembrou, ainda, que o Rio recebe muitos outros espetáculos, como o Rock in Rio. “O Rio já tem vocação natural para outros eventos. Veja o Rock in Rio, que é um sucesso internacional.”



“São Paulo tem, no Autódromo de Interlagos, uma das pistas mais desejadas pelos pilotos de todas as gerações. A Associação Mundial de Pilotos, inclusive, se manifestou dizendo que gostaria de manter o GP de Fórmula 1 em Interlagos, que é considerado um dos 5 maiores circuitos do mundo”, afirmou, acrescentando que a proposta feita para a empresa que administra o Prêmio é de contrato até 2030. “Em novembro eles tomarão a decisão”, finalizou.


Geração de empregos


O governador está na cidade de Wolfsburg, na Alemanha, local que abriga a matriz da montadora Volkswagen. O motivo da visita é conseguir investimentos para a montadora de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. Segundo ele, o presidente da montadora, Pablo Di Si, vai anunciar um investimento superior a R$ 1 bilhão, além de mais de 2 mil empregos no local, entre diretos, na própria empresa, e na cadeira, como revendedores e prestadores de serviços.


“É exatamente aquilo que estabelecemos como prioridade: segurança pública e geração de empregos, e a geração de empregos no Brasil se faz com capital externo. É o mais abundante, mais disponível e mais viável para o país a curto prazo”, concluiu.


"O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.


Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.


Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos."


Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

10 visualizações