• Redação Nacional

BOLSONARO vai a Drogaria e afirma que não podem impedir seu direito de ir e vir


Brasília, 10/04/2020 - O presidente da Jair Bolsonaro foi há pouco a uma drogaria no plano piloto em Brasília, onde fez uma compra. Na saída, posou para fotos com simpatizantes e disse, após ser questionado sobre o motivos de estar ali, que tem o direito de ir e vir. "Tenho o direito de ir e vir e ninguém vai me tolher esse direito", afirmou cercado de simpatizantes e de profissionais da imprensa.


Pouco antes, Bolsonaro havia visitado o Hospital das Forças Armadas (HFA). Questionado sobre o motivo da visita ao hospital, ele desconversou por duas vezes. "Fui tomar um sorvete", afirmou da primeira vez. "Fazer exame de gravidez", acrescentou na segunda oportunidade.


Ao dirigir-se para o veículo oficial, Bolsonaro limpou o nariz com o punho. Posteriormente, contrariando todas as recomendações da OMS e Ministério da Saúde foi ao encontro dos simpatizantes e fez vários cumprimentos com apertos de mão.


Após deixar o local onde fica a drogaria, Bolsonaro seguiu para a quadra 102, no bairro Sudoeste. Ele entrou em um prédio, onde mora seu filho mais novo, Jair Renan, mas foi breve. Enquanto esteve no apartamento, manifestantes no entorno aplaudiam e vaiavam.


"O jornalismo tem o papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.


Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.


Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos."


Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

140 visualizações

Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações