• Redação Nacional

Comemorando chegada de respiradores: "Conseguimos vencer o momento mais difícil"

A chegada de 207 respiradores em Salvador na última semana possibilitou a abertura de novos leitos de UTI para pacientes com coronavírus e deixou o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, mais otimista com relação ao enfrentamento da doença. Em participação no Jornal da Manhã desta segunda-feira (25), ele afirmou que o estado conseguiu vencer um momento crítico, em que houve uma aproximação da saturação do sistema de saúde.



"É preciso entender o que se diz sobre colapso. O colapso é aquele momento em que a necessidade de internação em leitos de terapia intensiva se torna claramente superior à capacidade de oferta do sistema de saúde, tanto público quanto privado. Esse momento chegou próximo na semana passada. Ainda assim, próximo de esgotar os leitos exclusivos para coronavírus que criamos na Bahia até aquele momento, conseguimos abrir mais leitos no final daquela semana", disse Fábio Vilas-Boas.

"Posso dizer que conseguimos vencer o momento mais difícil até agora, que foi a dificuldade de casar a abertura de novos leitos com a necessidade de casos, que naquela semana superou nossa expectativa”, comentou. “Para essa semana nós antevemos uma maior folga de leitos, deveremos absorver os casos que vão surgir. É preciso observar que temos mais de 600 leitos exclusivos de UTI que serão abertos em todo o estado. O que precisamos é ir abrindo em velocidade superior à necessidade da população”, completou. Parte dos 207 respiradores adquiridos pelo governo ficaram em Salvador, enquanto outros foram distribuídos pelo interior do estado. Segundo o secretário, os novos leitos serão abertos de acordo com a demanda, para que leitos não fiquem ociosos à espera de pacientes.

“Nós não abrimos todos os 207 leitos, se fizéssemos, ficaríamos com leitos ociosos. Não temos 207 pacientes hoje. Os leitos foram descentralizados e serão abertos na medida que forem necessários. Parte desses respiradores vão para a Fonte Nova, que será aberta na próxima semana. Parte foi para unidades do interior, que possuem ainda uma necessidade de internação menor do que na capital, mas precisam ser abertos estrategicamente. Isso é feito com muito cuidado, com muita cautela, casando demanda com oferta”.

O boletim divulgado no último domingo (24) pela Sesab aponta que dos 1.475 leitos clínicos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19 na Bahia, 728 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 49%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 610 leitos exclusivos para o coronavírus, 375 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 61,5%. A expectativa de Fábio Vilas-Boas é que os números caiam nos próximos dias.


O secretário confia que a antecipação dos feriados provocará maior distanciamento social e, por consequência, uma queda no índice de contaminação.

Os feriados da Independência do Brasil na Bahia, São João e Nossa Senhora da Conceição, padroeira da Bahia, serão celebrados, respectivamente, nesta segunda, terça e quarta-feira (25 a 27). A medida é válida para Salvador, Feira de Santana, Itabuna, Ilhéus, Jequié, Lauro de Freitas, Candeias, Ipiaú e Camaçari.

“Exatamente aumentando o distanciamento social, que é as pessoas não entrarem em contato físico próximo uma das outras, não frequentarem os mesmos ambientes. As pessoas quando frequentam um banco, um supermercado, um ambiente social, a casa de alguém, elas estão entrando em contato com uma mesa, um copo. E essa chance de transmitir o vírus por objetos intermediários se torna muito maior", disse. "Ao se decretar o feriado antecipado, se garante, pelo menos, 10% a 20% de crescimento no distanciamento social. Com isso, nessa semana agora, vamos dar uma diminuída mais expressiva na taxa de transmissão. Se Deus ajudar e o povo colaborar, vamos baixar além de 5% a taxa de contaminação”, pontuou.

A Bahia registra, até a manhã desta segunda-feira, quase 14 mil casos confirmados de coronavírus, com 460 mortes em decorrência da doença.

Fonte: G1 Bahia / Foto: Reprodção Twitter


" O jornalismo tem o papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.


Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.


Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos."

Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados

49 visualizações

Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações