• Redação Nacional

Ex-funcionários da APMI, vão cobrar seus direitos na cidade de Castro Alves, queremos nosso direitos


Simões Filho: A queda de braço entre ex-funcionário da APMI - Associação de Proteção à Maternidade e a Infância de Castro Alves , ganhou novo capítulo na manhã de hoje, 15, após protesto à frente da Prefeitura da cidade, um grupo de profissionais foram recebidos em audiência pelo prefeito Diógenes Tolentino - Dinha do MDB.


MEDIAÇÃO


Na reunião os ex-colaboradores da APMI foram informados que por decisão unilateral, a procuradoria do município solicitou, junto ao Ministério Público do Trabalho, uma audiência de mediação, para solucionar o pagamento da folha salarial de dezembro/2019, uma vez que não, pago a folha de dezembro/2019.


JUSTIÇA DO TRABALHO


Em contato com vários ex-funcionários, é grande a revolta com a postura da gestão da "Boa Terra Boa Gente", colocando em compasso de espera, e incerteza de que quando serão pagos os salários e, principalmente, as verbas rescisórias os ex-funcionários da APMI com o agravante de que não ter sido recolhido sequer os valores referente ao FGTS.


A administração do prefeito Dinha, através da Procuradoria do Município se pronuncia, e de forma tímida, focando sobre a folha, sem dar a devida atenção aos demais direitos dos ex-funcionários, mesmo admitindo ser na figura de Contratante, acionada como solidaria em futuras ações judiciais.



"O procurador deu a entender que teremos que entrar com processo contra a APMI, tendo a Prefeitura como solidária para que a justiça venha emitir uma decisão sobre de quem será a responsabilidade de quitar as dividas trabalhistas da APMI, para com os ex-empregados..."


"O prefeito Dinha está fazendo pressão, garantindo que quem ficar calado, sem expor as informações verdadeiras sobre o que está acontecendo com os ex-funcionários, serão admitidos pela FABAMED, porém quem ficar reclamando ou falando demais não será contratado..."


"Essa viagem não representa os ex-funcionários APMI. Pois, estão indo 9 Técnicos de Enfermagem, comandados por Marcos Dorea, tínhamos que fazer esse movimento, com a presença de um profissional de cada setor do HMSF, aí sim teríamos uma ampla representatividade, desta forma só favorecerá quem quer ser admitido pela Fabamed..."


Foram as informações relatadas pela a ex-funcionária Simone Magalhães à Equipe de Jornalismo do Redação Nacional.


INSALUBRIDADE


Foi uma das bandeiras conquistadas pelos funcionários que prestaram serviços à APMI, e de acordo com informações a empresa FABAMED, está demitindo trabalhadores que tem direito aos valores relativos à INSALUBRIDADE, e contratando novos colaboradores sem terem direito ao referido valor, provocando uma diminuição no custo total da folha de pagamento.


Vejam, vídeo, gravado pela Equipe do Página Simões FIlho, registrando o exato momento do embarque dos ex-funcionários, rumo à cidade de Castro Alves, cidade onde fica a Sede da APMI - Associação de Proteção à Maternidade e a Infância de Castro Alves, uma viagem cercada de incertezas, pois existe a informação de que a diretoria da empresa já foi, antecipadamente, alertada sobre essa visita.


Uma pergunta, quem foi o responsável pela contratação e pagamento do ônibus...? Mistério...


" O jornalismo tem o papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.


Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.


Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos."


Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados

172 visualizações

Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações