Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações

  • Redação Nacional

Ex-PM mata a família, se suicida e manda mensagem pedindo que amigo chame a polícia


A Polícia Civil informou que o ex-policial Leonardo dos Reis Andrade, de 41 anos, que foi encontrado morto na última segunda-feira, (10), teria atirado na mulher, Rosa Ana Andrade, de 39 anos, e no filho Bruno Aparecido Andrade, 21 anos, e depois se suicidado. O crime aconteceu na cidade de Sertãozinho, interior de São Paulo.


Andrade teria avisado um amigo por mensagem, pela manhã, que tinha matado a família e pedido que ele avisasse à polícia. O homem decidiu, então, ir à casa dele e, quando chegou, percebeu que os carros estavam na garagem, mas que ninguém atendia aos seus chamados.

Como o celular do ex-PM não atendia, ele decidiu acionar a polícia. Os agentes encontraram os corpos da mãe e do rapaz em quartos da casa, enquanto o policial estava caído na sala do imóvel. Os três já estavam mortos, todos com ferimentos na cabeça.


As duas primeiras vítimas foram mortas em suas camas, provavelmente enquanto dormiam. Os agentes apreenderam um revólver calibre 32 e uma carabina calibre 44, possivelmente usados nos crimes.


De acordo com familiares, depois que saiu da PM, Leonardo montou uma metalúrgica e trabalhava também como engenheiro em uma empresa da cidade. Ele e Rosa estavam casados há mais de 20 anos e não havia histórico de desentendimentos. A suspeita é de que problemas financeiros tenham motivado, mas a polícia informou que os motivos ainda serão investigados.


Os corpos foram levados para necrópsia no Instituto Médico Legal (IML).


Redação Nacional / * Estadão Conteúdo

99 visualizações