• Redação Nacional

Gilmar Mendes: Veja a decisão que, em cima da hora, livrou Queiroz do regime fechado de Bangu

“Fatos antigos não autorizam a prisão preventiva, sob pena de esvaziamento da presunção de inocência”, escreveu o ministro. Gilmar, que no ano passado paralisou as investigações sobre o suposto esquema de desvio de salários no gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio, as mesmas que levaram a Justiça fluminense a pedir a prisão de Queiroz e Márcia, discordou dos fundamentos que embasaram o pedido de prisão por tentativa de obstrução de Justiça.

Na visão do ministro, a suposta influência de Queiroz com a milícia, por exemplo, não ficou provada e não é objeto do inquérito, de modo que não deve ser considerada no caso. “Não é possível chegar à conclusão de que o paciente poderia ameaçar testemunhas e outros investigados e obstaculizar a apuração dos fatos”, escreveu.


O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes. Foto: Nelson Jr./SCO/STF

No despacho de 27 páginas, o ministro também levou em consideração o estado de saúde do ex-assessor, apontado pela defesa como um dos motivos para pedir a substituição do regime fechado na pandemia de covid-19.

“Considerando a fragilidade da saúde do paciente, que foi submetido, recentemente, a duas cirurgias em decorrência de neoplasia maligna e de obstrução de colo vesical, entendo que a substituição da prisão preventiva pela prisão domiciliar é medida que se impõe”, considerou Gilmar.

A decisão do ministro foi publicada horas após o Tribunal de Justiça do Rio informar que havia expedido os mandados de prisão preventiva do casal, em cumprimento à ordem do ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que na quinta-feira, 13, revogou a prisão domiciliar do casal. Com o parecer de Gilmar, Queiroz e Márcia continuam a cumprir detenção em casa, na Taquara, zona oeste do Rio.

Fonte: Redação, Agência Estado


"O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.


Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos."

Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

23 visualizações

Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações