• Redação Nacional

Governadores do Nordeste reagem à ofensiva de Bolsonaro


Os governadores do Nordeste divulgaram uma carta aberta ontem em que declaram receber com "espanto e profunda indignação" a declaração do presidente Jair Bolsonaro (PSL) a respeito das gestões da Paraíba e do Maranhão, comandadas respectivamente por João Azevedo (PSB) e Flávio Dino (PCdoB).


Em um vídeo que circula nas redes sociais, o presidente aparece afirmando que "daqueles 'governadores de Paraíba', o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara".


Assista, vídeo - Publicado pelo G1


http://g1.globo.com/globo-news/jornal-das-dez/videos/v/bolsonaro-ataca-nordestinos-daqueles-governadores-de-paraiba-o-pior-e-o-do-maranhao/7779504/


"Recebemos com espanto e profunda indignação a declaração do presidente da República transmitindo orientações de retaliação a governos estaduais, durante encontro com a imprensa internacional", declaram os governadores, na carta.


"Aguardamos esclarecimentos por parte da presidência da República e reiteramos nossa defesa da Federação e da democracia", completam.

A deputada federal Lídice da Mata, presidente do PSB na Bahia, classificou o chefe do Governo Federal como "preconceituoso".


"Isso mostra o comportamento de um presidente preconceituoso, que persegue adversários e mentiroso, pois em sua posse ele disse que governaria para todos os brasileiros. São 200 dias que o povo do Brasil só tem a lamentar, pois Jair Bolsonaro bate recorde de retrocessos e de medidas ruins para o País", declarou.


A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, também condenou a fala:


"Dizer que Flavio Dino é o pior governador não é exatamente ruim, afinal o parâmetro de gestão de Bolsonaro é a elite. Já Dino, os que mais precisam. Bolsonaro não está à altura do cargo. É um homem xenófobo e preconceituoso, e odeia o Nordeste". 


Os dois governadores citados também se manifestaram.


"Disputa eleitoral é uma coisa, governar, é outra. Um presidente, quando eleito, precisa ser o chefe da nação a serviço de todos. Este áudio vazado do presidente Jair Bbolsonaro é inacreditável. Esta postura deveria ser rechaçada até por seus aliados", escreveu Dino.


Já Azevedo disse que Bolsonaro feriu os princípios básicos da unidade federativa e suas relações institucionais.


"A Paraíba e seu povo, assim como o Maranhão e os demais estados brasileiros, existem e precisam da atenção do Governo Federal independentemente das diferenças políticas existentes", respondeu.

"O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.


Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.


Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos."


Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

0 visualização

Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações