Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações

  • Redação Nacional

Idosa, mãe de jornalista da Paraíba se encontra desaparecida em Cajazeiras terá ligação política ?


Mãe do jornalista Bruno de Lima, a idosa Maria do Socorro Silva, de 64 de idade, está desaparecida desde o último sábado (29), onde foi vista pela última vez em sua residência, no centro comercial de Cajazeiras, no Serto da Paraíba.


Segundo relatou o jornalista Bruno de Lima, ele tentou ir à delegacia de polícia civil de Cajazeiras, a fim de ser ouvido seu depoimento e assim, as medidas fossem tomadas. Acontece que, na última vez em que o Bruno de Lima esteve na delegacia distrital de Cajazeiras, na condição de vítima e levando um flagrante delito, após acionar a PM, que constatou o delito praticado por uma empresa de vigilância da cidade supracitada, e, mesmo o jornalista afirmando aos militares de que os meliantes estavam armados, de nada adiantou.


A PM chegou até o local e ao se deparar com os dois acusados que respondem pela empresa de fachada, simplesmente não deu voz de prisão aos acusados e sim pediu, encarecidamente, que os mesmos acompanhassem, em seus veículos, a viatura policial até a delegacia distrital de Cajazeiras.

Como é sabido, não existe expediente noturno nas delegacias da Paraíba, graças ao ex-governador Ricardo Coutinho que acabou com o expediente nas delegacias, favorecendo e dando regalias à bandidagem no Estado.


Após registrar o BO na delegacia de Cajazeiras, pouco tempo antes do término, chegou o delegado plantonista do caso, ao qual, a fim de preservar a identificação, não iremos citar o nome.


O delegado, que chegou no rabecão da polícia civil, ao se deparar com o jornalista e os acusados, que de imediato começaram a chacotear e rir da cara do jornalista, simplesmente no ouviu a vítima, afirmando que ouviria este nessa terça-feira (09/07), fato esse que no se concretizou em virtude do Bruno ter passado por um processo cirúrgico nesse domingo (07).

Diante do exposto, Bruno acionou o corregedor geral da Paraíba, Coronel Costa, no qual foi relatado todos os episódios envolvendo o jornalista e os crimes praticados por policiais civis e militares da Paraíba.


O jornalista desconfia que o caso pode ter ligação política com um ex-prefeito da cidade, que havia sido denunciado pelo Bruno ao Ministério Público.

Agora, o jornalista faz um apelo dramático para que as pessoas que encontrarem sua mãe, entrem em contato com o mesmo através do número: (83) 9.9175-0515 . As ligações são gravadas, monitoradas e mantidas em sigilo.


Redação Nacional / Com informações Diário do País

24 visualizações