• Redação Nacional

Não é mentira, Abril é o mês decisivo no combate à pandemia de coronavírus


O país inicia, hoje, o mês que carrega o maior desafio contemporâneo da saúde pública brasileira. É em abril que o Ministério da Saúde estima colocar em prática parte das preparações de enfrentamento ao novo coronavírus. Em um cenário de transmissão sustentada cada vez mais consolidado, os vazios assistenciais e a impossibilidade de isolamentos sociais em comunidades mais vulneráveis têm sido ponto preocupante e motivo de discussão do Gabinete de Crise contra a Covid-19.


FALTA DE INFRAESTRUTURA

“As pessoas não têm acesso à infraestrutura, saneamento básico de qualidade. Muito menos à informação”. Acredita-se que, a partir do momento em que o vírus chegar nas comunidades mais carentes, será difícil contê-lo. “As pessoas não estão cumprindo as medidas, nem têm assistência médica para toda essa gente. O jeito é ter fé porque aqui não tem isolamento social, tem, sim, esquecimento social”.

A explosão de casos da Covid-19, bem como sua consolidação em regiões conectadas aos grandes centros, a exemplo da cidade de Simões Filho, torna-se o cenário estimado para as próximas semanas. “Parte desse processo já estava dentro das expectativas esperadas. A transmissão está escalonando, crescendo dentro da cidade”, declarou o secretário de vigilância em Saúde do ministério, Wanderson de Oliveira.

A preocupação é que, no Brasil, o epicentro da disseminação do coronavírus deve coincidir com o de outras doenças sazonais, como a dengue e a influenza.


“As temperaturas começam a cair e as pessoas ficam mais aglomeradas, então, o cuidado adicional é fundamental. Se nós não fizermos todos os esforços, vamos ver situações, principalmente dessas comunidades, de circulação mais intensa”, explicou.

SINAIS


O aumento da procura por leitos já mostra os primeiros sinais da consolidação desse panorama. Segundo levantamento feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o número de pacientes hospitalizados com síndrome respiratória aguda grave (SRAG), no Brasil, dobrou nos três primeiros meses de 2020, quando comparado ao mesmo período do ano passado. A explosão de casos, concentrada nas últimas três semanas, coincide com a chegada da Covid-19 em território nacional.

“Embora já viéssemos observando um crescimento ao longo do tempo, essa mudança muito grande nas duas últimas semanas é um forte indício de que a alta está, sim, associada ao novo coronavírus”, confirmou o pesquisador Marcelo da Costa Gomes, coordenador do InfoGripe, sistema que monitora as notificações da SRAG. Aproximadamente 10,3 mil hospitalizações por problemas respiratórios foram registradas nas últimas semanas em comparação a 3,1 mil, no ano anterior.

PROVA DE FOGO


O secretário executivo, João Gabbardo, reconhece o gargalo: “A nossa grande preocupação são essas comunidades, pelo problema de acesso a saneamento, água potável e pela dificuldade de evitar aglomerações. Eles vivem e convivem em um ambiente de aglomeração, com grande chance de contaminação”.


O SUS terá a capacidade testada nas próximas semanas, “Vamos começar a ter casos de mais pessoas utilizando o Sistema Único de Saúde (SUS), o que vai forçar a resposta do nosso serviço. Para isso, nós ampliamos o atendimento da rede básica, contratamos mais médicos e ampliamos os horários de atendimento nas unidades saúde. Estamos implementando e antecipando todo o nosso cronograma de vacinas contra a influenza.”


"O jornalismo tem o papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.


Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.


Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos."


Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

70 visualizações0 comentário

Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações