• Redação Nacional

Poder Legislativo, Simões Filho, deve uma Resposta, e não um Direito de Resposta


Simões Filho: Após 24 horas, após as primeiras informações sobre agressão sofrida pelo Vereador Luciano Almeida - DEM, durante reunião da Comissão de Constituição e Justiça, tendo como acusado de ser o agressor o também vereador Adailton Caçambeiro, PRP, ocorre o pronunciamento do Presidente da Câmara de Vereadores de Simões Filho, emitido através de um "DIREITO DE RESPOSTA".


SEGUE FOTOS DA SUPOSTA AGRESSÃO.:





Não ficou claro para quem foi direcionado o suposto DIREITO DE RESPOSTA, pois o que o povo de Simões Filho, os eleitores, e todos que tiveram acesso às informações cobram exatamente isso: RESPOSTAS, esclarecendo as motivações, em que circunstância ocorreu a agressão e, principalmente, o posicionamento dos membros da Comissão de Ética, uma vez que as fotos comprovam a gravidade dos fatos e a violência sofrida por um parlamentar, no exercício do mandato e no interior da Casa Legislativa, sendo o autor uma autoridade, igualmente, constituída e ambos devem ter suas condutas avaliadas obedecendo todos os itens prescritos no RI - Regimento Interno da Câmara de Vereadores.


Informações publicadas pela grande mídia, trouxeram outras situações que também necessitam passar por investigações e esclarecimentos, para a própria imagem e segurança dos Vereadores, e público presente diariamente na Casa do Povo e durante as Sessões Ordinárias, no que refere-se ao posse, ou não de arma de fogo durante o expediente ou Sessões... foi publicado que segundo fontes a prática é comum, não tendo sido afirmado pelos veículos tal fato.


DIREITO DE ACESSO ÀS RESPOSTAS


Em um ambiente democrático, os nobres vereadores, eleitos e detentores de exercer, obedecer todas as prerrogativas do cargo legislativo, não podem usar do expediente do "Direito de Resposta", quando na realidade devem à sociedade civil exatamente isso; RESPOSTAS.


IMPRENSA & MÍDIA


Os profissionais de comunicação, não inventam fatos. Ao contrário, somos impulsionados a pesquisar, conversar, observar, e analisamos as movimentações dos agentes políticos e públicos, para conectar e trazer à luz, fatos que ficariam no obscuro. Por vezes ficamos surpreendidos com a capacidade em que são produzidos os fatos que tornaram-se notícias.


Portanto, esperavámos mais do que um DIREITO DE RESPOSTAS, queremos é noticiá-las para nossos públicos. Aguardamos dos membros da Comissão de Ética da CÂmara de Vereadores de Simões Filho, do Presidente da Câmara Vereador Orlando de Amadeu as RESPOSTAS que tal ocorrência, lavrada no Boletim de Ocorrência, Exame de Corpo Delito, lavrados pelo Vereador Luciano Almeida, possam balizar as decisões de Vossas Excelências.


Sempre tendo como régua e compasso o RI - Regimento Interno e a Constituição da Republica Federativa do Brasil, simples assim...


Nota do Redação: Encaminhamos, via mensagem de Whatssap, antes da publicação deste Direito de Resposta, ao presidente da Câmara Orlando de Amadeu, ao Presidente da Comissão de Ética da Câmara - Vereador Jailson Soares Bispo e ao Vereador Clayton Bolly Bolly Membro da referida Comissão de Ética, solicitações de pronunciamento sobre os fatos.


Até o momento não recebemos quaisquer posicionamento dos citados.


Romário dos Santos

Editor Chefe

Redação Nacional

118 visualizações

Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações