• Redação Nacional

Salvador: Câmara deve votar na próxima semana mais um pedido de empréstimo


A Câmara de Salvador deve votar na próxima quarta-feira um pedido de empréstimo feito pelo prefeito ACM Neto (DEM). A matéria, que autoriza o Executivo soteropolitano a contrair empréstimo de R$ 104 milhões junto à Caixa Econômica Federal, seria apreciada nesta semana, mas a sessão caiu por falta de quórum. O gestor democrata alegou, no entanto, que a prefeitura pediu para adiar a fim de ajustar o texto.


“Acredito que consigo colocar ele para ser votado também na quarta. Minha prioridade são os projetos de vereador.(...) Vou aguardar a sinalização do governo se tem interesse ou não de encaminhar a matéria para apreciação na próxima quarta-feira”, afirmou o presidente da Câmara, Geraldo Júnior (SD). Na Mensagem do Executivo, o prefeito diz que o recurso será usado na execução de ações nas áreas de infraestrutura de transporte, com foco na mobilidade urbana e saneamento.


SUBÚRBIO


“Dentre as intervenções na área de mobilidade a serem contempladas, merecem destaque as obras de melhoria do sistema viário do Subúrbio e do Miolo, com a implantação das novas vias de ligação Av. Gal Costa/Pau da Lima e Mata Escura/BR-324 (...) Para a área de saneamento, está prevista a realização de obras de urbanização e macrodrenagem do Canal do Paraguari, com regularização do reservatório de detenção da bacia do rio, intervenções essas de grande significado para a população residente na região”, afirmou o gestor democrata.


CAIXA FECHADA


No início de agosto deste ano, uma reportagem do jornal O Estado de S.Paulo apontou que a concessão de novos empréstimos da Caixa Econômica Federal para o Nordeste foi reduzida no governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Números do próprio banco e do Tesouro Nacional indicam que, dos R$ 4 bilhões fechados pela instituição em operações de crédito, apenas R$ 89 milhões foram destinados a projetos da região. 


De acordo com a publicação, menos de 10 operações foram fechadas para o Nordeste no período de janeiro a julho deste ano, com soma de valores equivalente a 2,2% do total. Na época, ACM Neto defendeu o banco estatal. "Eu acho muito cedo, muito preliminar dizer que a Caixa Econômica está perseguindo o Nordeste", afirmou na ocasião.


ENDIVIDAMENTO


Tornou-se o caminho mais fácil e cômodo, por parte dos gestores públicos, as sucessivas operações de crédito para o financiamento dos projetos públicos. A cada nova gestão, somam-se dívidas e mais dívidas para a cidade, estado e a própria União.


Desse modo os sucessores dos atuais Prefeitos, Governadores só pagarão dívidas, NÃO PODENDO REALIZAR NADA, NADA, SOMENTE PAGAR DÍVIDAS, EM Salvador citam-se o exemplo do ex-prefeito Antônio Imbassahy.


Tal estratégia, acontece em Salvador e também aqui na Boa Terra Boa Gente...




" O jornalismo tem o papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.


Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos."


Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.


6 visualizações

Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações