• Redação Nacional

Salvador, Metrô opera normalmente. Trens subúrbio parado

A CCR Metrô Bahia informou que a operação do metrô iniciou normalmente às 5h, com cinco trens circulando na Linha 1 e nove trens na Linha 2, e quatro ônibus (shuttle) entre o Aeroporto Internacional e a Estação Aeroporto, conforme programação habitual em dias úteis. "A concessionária informa ainda que 100% dos seus colaboradores estão trabalhando demonstrando, uma vez mais, seu compromisso com a população e com a mobilidade urbana", destacou a CCR, em nota. 


Os trens que ligam a Calçada a Paripe, por sua vez, também não estão funcionando. 


Leilton trabalha como mototaxista na região do Subúrbio Foto: Eduardo Dias/CORREIO


Já o mototaxista Leilton Ribeiro, 37, que roda há três anos em Praia Grande, desde que decidiu largar o emprego na construção civil e se tornar autônomo, afirma que o movimento não está favorável para a categoria na Av. Suburbana nesta sexta. Segundo ele, as pessoas preferem ir de táxi ou uber.


"Não é pelo preço. A gente cobra o valor acessível. Iaso depende muito de onde é o destino. Daqui para Fazenda Coutos, por exemplo, pedimos R$ 20. Não podemos pedir muito além do normal, pois sabemos que a situação está difícil para todos. Mas essa vida é de aventura, corremos muitos riscos de acidentes, assaltos. Inclusive hoje, já teve um assalto aqui no ponto, mas foi um pouco antes de eu chegar. Já fui assaltado por pessoas se passando por passageiros", contou.


PROTESTOS E SERVIÇOS

Nesta sexta, diversos setores de todo o país entrarão em greve geral para protestar contra a reforma da Previdência proposta pelo presidente Jair Bolsonaro.


TÁXIS E APLICATIVOS

De acordo com Dênis Paim, presidente da Associação Geral dos Taxistas (AGT), a categoria trabalhará normalmente. "Todos os táxis estarão rodando normalmente. Entendemos a importância da greve, de cobrar, mas vamos manter o compromisso com a população". Ao todo, 7.296 taxistas atuam na capital baiana.


O Sindicato dos Motoristas por Aplicativos e Condutores de Cooperativas do Estado da Bahia (Simactter) também informou que os veículos rodarão normalmente pela cidade.


ESCOLAS

De acordo com informações do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado (APLB-Sindicato) e do Sindicato dos Professores no Estado (Sinpro-BA), a categoria dos professores decidiu acatar a greve. Por conta disso, escolas, universidades e faculdades do ensino público, municipal e estadual, estarão em greve nesta sexta.


Já no caso do ensino particular, cada instituição definirá se funcionará ou não.

Por meio de nota, a Secretaria de Educação (SEC) informou que "o movimento é nacional e desencadeado pelas centrais sindicais", e que "a secretaria está orientando os gestores a manterem as atividades nas unidades escolares".


BANCOS

De acordo com Augusto Vasconcelos, presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, a categoria aderiu à greve e os bancos não funcionarão amanhã. O CORREIO também tentou contato com a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), que informou não comentar sobre a paralisação.


CORREIOS

Por meio de nota, os Correios informaram que "todas as unidades operacionais e de atendimento funcionarão normalmente" nesta sexta, sem alteração no expediente.



(Foto: Arquivo/CORREIO)


SHOPPINGS

Os principais shoppings da capital baiana (Shopping da Bahia, Salvador Shopping, Salvador Norte Shopping, Barra, Bela Vista, Paralela, Center Lapa, Piedade, Itaigara, Paseo, Cajazeiras e Outlet Premium) informaram que funcionarão normalmente nesta sexta-feira (14), sem alteração no horário.


MERCADOS

As assessorias de comunicação dos grupos Walmart (Bompreço), Extra, GBarbosa, Perini, Mercantil Rodrigues, Assai e Pão de Açúcar informaram que as atividades das unidades serão mantidas nesta sexta-feira (14).


DEFENSORIA PÚBLICA

Por meio de nota, a Defensoria Pública da Bahia informou que suspenderá o expediente na capital e no interior da Bahia nesta sexta-feira (14), por conta da paralisação dos rodoviários, o que dificulta o deslocamento de clientes e servidores.


Apesar disso, permanecerão em funcionamento serviços considerados essenciais ou os que não admitam interrupções, bem como os serviços administrativos. O atendimento dos casos urgentes e emergenciais será realizado em Salvador e nas cidades sedes de Regionais (Feira de Santana, Vitória da Conquista, Ilhéus, Itabuna, Juazeiro e Santo Antônio de Jesus).


OUTROS SETORES

De acordo com o presidente da Central Única dos Trabalhadores, Cedro Silva, outras categorias vão parar, como comerciários que atuam na Avenida Sete, vigilantes que atuam em bancos e funcionários da indústria. 


Redação Nacional / TRBN

7 visualizações

Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações