• Redação Nacional

Simões Filho: Lockdown, sem planejamento gera críticas e carreata dos empresários do comércio local

Simões Filho: Decreto 419/2020, assinado e publicado pelo Diógenes Tolentino Oliveira, estabeleceu um cronograma para implantação de LOCKDOWN, mais uma ação na tentativa de diminuir o avanço de contágio, da população, ao COVID19.


COMÉRCIO & SERVIÇOS


A maioria dos empresários declararam, aodo Redação Nacional, apoio às medidas adotadas para preservar a saúde da população, diante do crescente número de cidadãos infectados e que vieram a óbito por complicações causadas pelo Covid19.


COMÉRCIO FORTE

Segundo empresários e micro-empresários do comércio, prestação de serviços, por consequência da grave crise econômica, em virtudes das reedições dos Decretos, que impossibilita o pleno funcionamento do setor, festá programada uma carreata com a participação de apoiadores, para mais uma vez chamar atenção do prefeito Dinha e do Secretário Alan Lima, sobre as dificuldades do setor.


FALTA DE PLANEJAMENTO


Mesmo assim o descontentamento é geral. Os empresários, prestadores de serviços consideram que mais uma vez, o prefeito Dinha, toma as decisões unilateralmente, sem um estudo dos impactos das suas decisões.


SEDEC


Muitas foram as críticas direcionadas ao Secretário de Desenvolvimento Econômico, Sr. Alan Lima, pois ações que trazem impacto direto aos empreendedores do comércio e a cadaeia produtiva de serviços são decididas sem incluir os setores, nas discussões.


Uma semana de LOCKDOWN, irá impactar negativamente no orçamento das Micro empresas, sem terem sido avisados previamente, repuseram os estoques, mantiveram a produção de produtos alimentícios, e com a medida de restrição da mobilidade, e proibição de abertura das empresas o prejuízo é liquido e certo.


As reclamações, estão expostas nas Redes Sociais, não podem ser classificadas como FAKE NEWS, como normalmente, os apoiadores da gestão da Boa Terra Boa Gente, costuma classificar conteúdo jornalístico que mostra a ineficiência da atual administração.

Decisões tomadas, mesmo em boa fé, porém sem um amplo debate com a sociedade, sem levar em consideração a importância do setor que gera emprego e renda cria-se o ambiente para a contestação e até mesmo motiva a coletividade a posicionar-se contrária, mesmo diante de tão grave crise sanitária. Afirmou um empresário do segmento alimentício, ao Redação Nacional.

" O jornalismo tem o papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto

queremos."


Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados


0 visualização

Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações