• Redação Nacional

Simões Filho: O Poder Legislativo e a realidade democrática


Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um efeito, mas um hábito. Aristóteles.


A sessão solene de abertura do trabalho legislativo na câmara municipal, para alguns foi marcado por discursos emocionados e calorosos. Sendo que enganoso é o coração do homem, deixemos às emoções e demagogia de lado e vamos aos fatos.


De forma realista o vereador e líder da oposição, Sandro Moreira, destacou mais uma vez seu perfil de trabalho, indiscutivelmente com base técnica de representante legítimo que está outorgado para o bom combate. Discordando daqueles que querem exercer o mandato na base do grito, xingamentos e tapas na mesa. Com ações comprovadas em exercício do mandato, como 23 denúncias gravíssimas, algumas que já viraram inquérito, sendo oposição coerente, democrática e que contribui para o bom desenvolvimento da democracia e não, quanto pior melhor.


Não perdeu a oportunidade de dizer ao excelentíssimo Senhor Prefeito, DiógenesTolentino que apesar das dificuldades para fazer uma boa gestão, o prefeito tem se esforçando para controlar um caos instaurado por sua gestão centralizadora, e se não fosse a fiscalização do vereador como opositor político, estaria pior.

Deixado a situação eufórica com a rasgação de seda. No entanto, o cidadão politizado compreendeu o firme discurso do opositor político, uma crítica ao gestor que se vangloria de ser um bom gestor, mas que se não fosse o trabalho de Sandro, da oposição o caos seria pior, sem ações judiciais. abrilhantando o estado democrático de direito.


Neco Almeida por sua vez, quis demonstrar euforia em ter o opositor supracitado, reconhecendo os esforços de DiógenesTolentino em tentar fazer gestão pública, o convidando para estar em seu grupo político, para assim, ter o direito de falar por 10 minutos, assumindo a ditadura, que predomina na Casa que representa a democracia, uma verdadeira confissão de opressão e tentativas de mordaça.


Sem ter o que questionar diante dos argumentos de Sandro Moreira, o alcaide, Diógenes Tolentino demonstrou mais uma vez o interesse em ter ao seu lado o perfil ético, técnico e coerente, para o equilíbrio do seu grupo político, que é composto por famosos conhecidos, base do amém, posto isso, teria certamente seu sonho concreto de ditador.


Com experiência administrativa em gestão pública, o nobre vereador Sandro, comprovou eficiência em suas atuações estendidas ao legislativo, atraindo olhares de respeito ou dominadores, que buscam hipnotiza ló com barganhas da liberdade de expressão, contudo, a voz e a vez do povo, Sandro tem seguido firme neste processo de fiscalizador e reafirmou que continuará atuando veementemente, fiscalizando o prefeito, representando os interesses do povo, a brava gente brasileira.


Neila Santos

Gestora Pública.

Colunista Política


" O jornalismo tem o papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.


Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.


Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos."


Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

88 visualizações

Receba nossas atualizações

redacaonacional

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Todos os direitos reservados para Milly Comunicação e Marketing. Orgulhosamente criado por admovan criações